CotidianoDestaques

Especialista em resgate em altura vence câncer e realiza sonho de ser bombeira em Joinville

Empresária e técnica em segurança no trabalho também superou preconceitos para tornar sonho em realidade

Por NSC – AN Joinville

O Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville (CBVJ) completa 127 anos neste sábado (13). A instituição é pioneira entre as corporações de bombeiros voluntários no Brasil e, ao longo de décadas, construiu uma relação de amizade com a comunidade.

Por trás de cada farda vermelha há uma história de amor pela corporação, como a da bombeira voluntária Carmelita dos Santos, uma dentre as 116 mulheres atuantes no Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville. Empresária e técnica em segurança no trabalho, ela superou preconceitos (mulheres foram admitidas somente após 1992 nas funções bomberis), venceu o câncer, e seguiu o sonho de se tornar bombeira.

Carmelita tem 49 anos e sempre foi apaixonada pela corporação, mas, quando era mais nova, a vida não havia lhe proporcionado o tempo certo para ser bombeira, até que as coisas mudaram há cinco anos.

— O sonho permanecia, mas vieram os filhos, o casamento, as dificuldades da vida, e lutei contra muita coisa para estar aqui. Por isso, quando tudo melhorou, falei para eu mesma: “agora é a hora!”. Fiz curso, participei de um teste de aptidão física e fui aprovada — comemora.

Especialista em resgate em altura, geralmente edificações e montanhas, Carmelita está sempre pronta para ajudar nas ações de combate ao fogo e resgate. Uma das mais marcantes, conta ser quando um incêndio consumiu uma padaria de bairro.

– Era uma panificadora pequena de um senhor que conseguiu o que tinha com muito esforço e, de repente, em poucos minutos foi tudo por água abaixo por conta de um descuido. Ver aquele homem sentado no muro, com a mão na cabeça e chorando foi uma cena marcante.

– As prioridades mudam quando se é bombeiro, e sempre falo que, enquanto eu tiver forças no corpo e na mente, eu estarei na corporação. Só de estar aqui, cada voluntário já faz a diferença, porque o serviço vai além do resgate. A adrenalina motiva, o bombeiro tem que temer o fogo, tem que temer a água e tem de enfrentá-los para ajudar o próximo, mas com segurança e com conhecimento.

Corporação em números

Dados do 1º semestre de 2019 dos Bombeiros Voluntários de Joinville

Ocorrências

— Atendimento pré-hospitalar: 2.495 (64,29%)

— Atendimentos extraordinários*: 1.026 (26,44%)

— Incêndio: 360 (9,28%)

— Total: 3.881

* Exemplos: alagamentos; busca e salvamento; deslizamento; extermínio de insetos; captura de animal; segurança, etc.

Procedimentos

— Trotes: 1

— Alarmes falsos: 22

— Canceladas: 51

— Recusas: 106

— Intervenções de terceiros: 352

— Intervenção efetiva: 3.336

— Outros: 13

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar